Bastidores

Corinthians pede R$ 37 milhões para renovar patrocínio com a Caixa

O Corinthians apresentou na última semana sua pedida para renovar o patrocínio master com a Caixa Econômica Federal para a temporada 2016. Os valores giram em torno de R$ 37 milhões e ajudariam o clube a cumprir o desejo de alcançar R$ 60 milhões com parceiros no uniforme. O orçamento aprovado para o ano, porém, prevê R$ 52 milhões.

Realizada no último dia 26, a reunião entre representantes do Corinthians e do banco serviu para definir ajustes no possível novo contrato, mas deixou a questão central em aberto: o Corinthians não aceita a manutenção dos valores atuais (R$ 30 milhões) e quer mais. A princípio, não há relação entre essa negociação e a que o clube realiza com uma instituição financeira muito cotada para comprar o nome da Arena.

No encontro, a Caixa deu indícios de que está disposta a rediscutir os valores e gostaria de se manter no principal espaço do uniforme do Corinthians. O contrato atual vence neste mês e o banco respondeu que retomaria os contatos nesta semana. Parceira corintiana desde a temporada 2012, a Caixa é ponto chave na meta de alcançar até R$ 60 milhões em parceiros.

Na última sexta-feira, o Corinthians confirmou contrato de três temporadas com a Winner Play para a omoplata do uniforme. A expectativa é que o acordo renda aproximadamente R$ 7 milhões por ano aos cofres. Há valores variáveis na parceria firmada com o site especializado em palpites: quanto mais corintianos se cadastrarem, mais lucros o clube terá.

Além das propriedades máster, omoplata e do calção (Special Dog paga R$ 3 milhões por ano), o Corinthians busca parceiros para mais dois espaços no uniforme. O principal deles, a manga da camisa, está vago há mais de um ano.

Dinheiro preso

Em negociação para renovar, o clube de Parque São Jorge tem passado por dificuldades para atender às condições de regularidade fiscal no momento. O banco público deixou de pagar R$ 10 milhões em parcelas atrasadas porque o clube não tinha a CND. A explicação é que o alvinegro está transferindo suas dívidas para o Profut.

Fonte: UOL

Comments

comments

Previous post

Público do Timão na estreia do Paulista é maior do que toda primeira rodada do Carioca

Next post

Com concorrência, Globo acena alterar divisão de cotas, mas tem obstáculos

The Author

loucodobando

loucodobando

No Comment

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *